Rádio Kanastra 22 – ESPECIAL TITÃS

23/10/2009

Neste programa, um especial com a boa fase dos Titãs. Uma playlist que mostra porque eles são considerados tops nacionais.

Bloco 1

Bloco 2

Playlist da semana:

#1
Capa_1 
“Toda Cor”
TITÃS
Ouça: Titãs (1984)

Veja o vídeo ao vivo no chacrinha.

#2
Tit_s_1985_Televis_o 
“Autonomia”
 TITÃS
Ouça: Televisão (1985)

#3
titc3a3s_-_cabec3a7a_dinossauro_-_front1 
“Estado Violência”
TITÃS
Ouça: Cabeça Dinossauro (1986)

 

#4
titc3a3s_-_cabec3a7a_dinossauro_-_front1 “AA UU”
TITÃS
Ouça: Cabeça Dinossauro (1986)

 Veja o vídeo da apresentação ao vivo
desta música no Rock in Rio II

#5
bigPhoto_0 “Deus e o Diabo”
TITÃS
 Ouça: Õ Blesq Blom (1989)

#6
bigPhoto_0 “Medo”
TITÃS
Ouça: Õ Blesq Blom (1989) 

Veja o clipe 



#7
2651495302_c91954db04_o “Não É Por Não Falar”
TITÃS
Ouça: Tudo Ao Mesmo Tempo Agora (1993) 

 

 Veja a apresentação ao vivo desta música
no Hollywood Rock de 92


#8
Tit_s_Titanomaquia “Disneylândia”
 TITÃS
Ouça:
Titanomaquia (1993)

 

 Veja a primeira apresentação desta
música em Sete Lagoas, Minas Gerais

#9
Tit_s_Titanomaquia “Hereditário”
TITÃS
Ouça: Titanomaquia (1993) 

Veja eles tocando esta música ao vivo

#10
200px-Capa_9 “Qualquer Negócio”
TITÃS
Ouça: Domingo (1995) 

#11
200px-Capa_9 
“Tudo O Que Você Quiser”
TITÃS
Ouça: Domingo (1995) 

 

 Veja mais uma apresentação ao vivo
dos cara

 


#MUITO BOM, MUITO FODA, TOCOU DEMAIS

“About a Girl”
NIRVANA
Hollywood Rock (1993)
 

TOP 30 TITÃS (Só para causar uma discórdia saudável.)

1. Não É Por Não Falar

2. Hereditário

3. O Pulso

4. Autonomia

5. Igreja

6. Nome Aos Bois

7. O Quê

8. Bichos Escrotos

9. Jesus Não Tem Dentes no País dos Banguelas

10. Clitóris

11. Estado Violência

12. Saia de Mim

13. Obrigado

14. Será Que É Isso Que Eu Necessito

15. Marvin

16. Tudo Em Dia

17. Miséria

18. Desordem

19. Go Back

20 . AA UU

21. Comida

22. Porrada

23. Eu Não Sei Fazer Música

24. 32 Dentes

25. Diversão

26. Eu Não Vou Dizer Nada

27. Deus E O Diabo

28. Família

29. Rock Americano

30. Televisão



Programa 03 – Rock BR

03/04/2009

         Bloco 1:

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis. 

Bloco 2:
Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis. 

 

Neste programa sobre o rock brasileiro, procuramos mostrar resumidamente a evolução da música brasileira em evidência, focando no rock. As bandas citadas são somente exemplos que nos ajudam a traçar a trajetória desta história. Muitas, claro, ficaram de fora, mas não por sua menor importância.

O rock no Brasil começou pela influência do início do rock nos EUA, nos anos 50, através de nomes como Chuck Berry, Little Richard, Elvis Presley e Bo Diddley (assista a um clipe de Bo Diddley).

Nos anos 60, Raul Seixas tocava em sua primeira banda, claramente influenciada pela Jovem Guarda, o Raulzito e os Panteras. Mais tarde, em 1970, gravaria um disco totalmente experimental, chamado “A Sociedade da Grã-Ordem Kavernista apresenta: Sessão das 10”, aproveitando sua posição de produtor da CBS.

Ainda nos 60, os Mutantes explodiam para o mundo, principalmente com o lançamento do terceiro disco deles, e o mais famoso em 70, o “A Divina Comédia ou Ando meio Desligado”. (Assista a um clipe deste disco).

Em 1970, o rock ganhou força e personalidade com uma produção tipicamente brasileiro, como os Novos Baianos e o Secos e Molhados.

Já os anos 80 representaram o auge da popularização do Rock, formando várias cenas pelo país. No Rio, Os Paralamas do Sucesso, Lobão, a Blitz, E o Barão Vermelho de Cazuza.

Em São Paulo, a cena punk, fortificada com o festival “O começo do fim do mundo”, formava bandas como os Ratos de Porão, 365 e Inocentes. Paralelo, a cena rock, com Ira!, Titãs e Os Mulheres Negras (veja o clipe).

Em Brasília, os punks de fim-de-semana mais famosos, liderados pelo pessoal da Plebe Rude, Legião Urbana, Capital Inicial, etc, que se popularizaram Brasil afora.

No resto do país, entre outras, claro, podemos destacar os Replicantes e os Engenheiros do Hawaii no Sul, o Camisa de Vênus na Bahia e, em Minas, a banda que mais levou o nome do Brasil para o exterior, o Sepultura.

Os anos 90 começam com a saturação do rock e sua decadência midiática, com a acenssão do Axé, Pagode e da música sertaneja. O rock manteve-se com bandas “fanfarronas”, como Raimundos, Planet Hemp e Graforréia Xilarmônica (veja clipe).

Hoje em dia, salvo algumas exceções, (como os Autoramas, citados no programa, e várias bandas do cenário independente que não ganham espaço), o rock brasileiro permanece carente de inovação e criatividade e nós, permanecemos a procura de uma saída que salve e revitalize o rock nacional, unindo qualidade e aceitação popular.




%d blogueiros gostam disto: